Como remover malware

Jake Doevan de escrito por... - - atualizado | Digite: Malware

Malware é um termo abstrato que descreve uma ampla variedade de programas. Inclui cavalos de tróia, worms, rootkits, ransomware, ameaças de PC e ainda programas potencialmente indesejados (PUPs). O malware é normalmente instalado no sistema sem o conhecimento ou aprovação do utilizador explorando vulnerabilidades de segurança. Apenas um programa anti-malware actualizado pode prevenir a sua infiltração. Peritos em segurança aconselham as pessoas a considerar a instalação de uma aplicação de boa reputação para proteger os seus computadores e evitar ataques malware.

O software malicioso é maioritariamente utilizado para iniciar atividade não autorizada no computador e auxilia ao seu dono gerar receita. Pode ser programado para roubar informação pessoal, como logins e informação bancária, ou pode tentar encriptar ficheiros preciosos no computador e fazer o dono pagar um resgate em troca da chave de desencriptação. Não obstante, algumas versões de malware (adware, sequestradores de browser e semelhantes) são usados apenas para exibir conteúdo promocional nos computadores dos utilizadores e gerar receita pay-per-click. Quase todas as ameaças malware têm a habilidade de bloquear software de segurança legítima. Adicionalmente, podem também atualizar-se, descarregar malware adicional ou causar buracos de segurança no sistema do PC afectado.

Evolução do malware

O primeiro exemplo de malware apareceu em 1986, quando dois irmãos Paquistaneses lançaram o programa conhecido como Brain. É considerado o primeiro vírus, compatível com a IBM. Propagou-se através de discos frouxos e causou apenas mensagens irritantes no sistema do PC afetado.

A ameaça séria seguinte surgiu apenas em 1992. Foi chamada de Michelangelo e pareceu muito semelhante aos vírus dos nossos dias. De acordo com vários relatórios quase 20 mil utilizadores de PC reportaram informação perdida devido ao vírus Michelangelo.

Com o início dos anos 2000, peritos em segurança começaram a notar um grande crescimento de malware. Vírus modernos, como worms e trojans, começaram a propagar-se. Pc's infectados foram conectados com botnets e tornaram-se enormes máquinas de receita.

Hoje em dia, os autores de malware estão a tornar-se cada vez mais sérios e lançam versões mais modernas de vírus. Foi relatado que, desde 2005, a quantidade de malware aumentou de 1 para 96 milhões de diferentes versões. Impressionante, não é?

Formas de programas maliciosos infiltrarem computadores

Malware pode ser propagado utilizando várias técnicas. Aqui estão os mais comuns:

  • Websites ilegais e infectados. Websites ilegais foram sempre considerados os maiores participantes na distribuição de malware. A maioria destes sites estão repletos com conteúdo pornográfico mas pode também ser infectado depois de visitar um website legítimo de jogo, torrent ou mesmo de notícias comprometido por atactantes que tenham injectado o guião malicioso neste.
  • E-mails e anexos infectados. Tipicamente, este esquema de distribuição de malware depende de botnets usados para enviar mensagens de e-mail enganadoras aos recipientes. Estes falsos e-mails são supostos convencer os utilizadores a clicar no link malicioso ou descarregar um ficheiro executável infectado para o sistema. Hoje em dia, os hackers aumentaram a quantidade de mensagens e-mail falsas porque as pessoas dificilmente conseguem verificar a sua confiabilidade antes de descarregá-las para o sistema.
  • Malvertising. O malware pode também ser propagado via anúncios maliciosos e links e, de facto, foram explorados activamente actualmente. Estes links e anúncios podem disfarçar-se de atualizações para software necessário, informação sobre redução de preços e ofertas para fazer parte de uma pesquisa. Assim que a vítima clica neste tipo de link ou anúncio, o malware entra no sistema e causa actividade indesejada.
  • Outro malware. Diferentes tipos de malware podem ser utilizado para descarregar ameaças adicionais para o sistema do PC afectado. Se o seu computador está infetado com ransomware ou anti-spyware trapaceiro, poderá descobrir que outro vírus malware, como adware ou sequestrador de browser, foi instalado no seu computador sem a sua autorização.

Sintomas do ataque de malware

Um dos sinais mais comuns que demonstram que o seu computador está infectado com malware são falsas notificações de segurança e mensagens de aviso enganadoras no ambiente de trabalho do computador. Neste caso, pode ser infetado com um destas versões de malware:

O primeiro grupo de ameaças procura assustar os utilizadores e levá-los a acreditar que estão a lidar com uma ferramenta de segurança bem reputada que está a tentar avisá-lo sobre vírus. Na realidade, todos estes vírus são usados para assustar os utilizadores e levá-los a comprar anti-spyware falso. O segundo grupo de malware exibe um único aviso, que alega que os utilizadores necessitam de pagar uma multa por actividade ilegal na Internet. Adicionalmente, o ransomware pode também encriptar os seus ficheiros importantes e fazê-lo pagar o resgate.

Se tem sofrido de redirecionamentos no web browser ou uma quantidade excessiva de anúncios pop-up, então está a lidar com os seguintes malwares:

Estes programas malware dependem de um esquema pay-per-click, portanto o seu objectivo principal é sequestrar o browser de web e exibir diferentes tipos de anúncios pop-up. Após clicar nestes, o utilizador é redirecionado  para websites patrocinados. A maioria destes programas não são maliciosos mas têm incomodado as suas vítimas com conteúdo indesejado e por vezes prejudicial.

Abrandamentos de sistema, problemas de estabilidade, problemas relacionados com o desempenho e aplicações de segurança bloqueados podem ser também notados após a infiltração de malware. Infelizmente, este sintoma dificilmente pode auxiliá-lo a identificar o tipo do seu malware porque quase todos os vírus:

Cada uma desta ameaças malware são capazes de usar uma considerável quantidade de recursos de computador. Adicionalmente, estes programas podem facilmente bloquear software de segurança legítimo e tentar evitar a sua remoção desta forma. Tenha em atenção que ignorar estes sintomas pode levá-lo a problemas adicionais, como roubo de identidade ou a perda da sua informação bancária e outra informação. Finalmente, manter malware no sistema pode tornar o seu computador vulnerável a outras ameaças no futuro.

Exemplos de malware

PC Optimizer Pro. Este programa pode ser adicionado á categoria de “falsas ferramentas de optimização de PC” porque alega ser capaz de melhorar o desempenho do computador, mas nada tem que ver com isso. A sua actividade é baseado em scanners de sistema inúteis que relatam entradas de registo inventadas, ficheiros malignos e outras componentes de sistema que supostamente estão a abrandar o desempenho do PC. Assim que convence as suas vítimas de que têm de remover esta informação “prejudicial” dos seus computadores, o optimizador de PC redireciona-as para a sua página de compra. Obviamente que nunca deverá pagar pela sua versão licenciada porque não verá nenhum melhoramento após descarregá-lo para o seu computador.

COM surrogate virus. Este é um exemplo particularmente perigoso de malware, que foi também categorizado como “Trojan Horse”. Quando dentro do sistema, pode facilmente modificar as configurações de sistema, monitorizar a sua actividade no computador e roubar a sua informação importante. Pode também descarregar outras ameaças para o sistema sem a sua autorização ou conhecimento. Este vírus tem sido activamente propagado com a ajuda das actualizações falsas do Flash e FLV Player, por isso acredita-se que existam milhares de computadores que foram já infetados com o malware COM Surrogate.

DNS Unblocker. Não importa que a maioria dos malwares do tipo adware possam dificilmente iniciar problemas sérios no seu computador, deverá evitar o DNS Unblocker. Primeiro que tudo, pode causar uma excessiva quantidade de anúncios pop-up e conteúdo comercial semelhante em cada um dos seus websites favoritos. Em segundo, pode utilizar estes anúncios para redirecioná-lo(a) para websites maliciosos. Finalmente, pode recolher informação sobre a sua actividade de pesquisa na Internet e partilhar esta informação como parceiros relacionado (e não relacionados!).

Opções de remoção de malware

A forma mais confiável de remover malware é utilizando uma ferramenta anti-malware confiável. Apenas a opção de remoção automática pode auxiliá-lo a identificar cada uma das versões malware e eliminar cada uma das componentes maliciosas. Adicionalmente, poderá estar a lidar com um tipo de malware seriamente difícil, que poderá bloquear o seu software de segurança. Se a sua ferramentarecomendada falhou em auxiliá-lo a arranjar o seu computador, deverá efectuar estes passos alternativos:

  • Repita a instalação do anti-spyware. Depois renomeie o ficheiro executável e inicie-o;
  • Reinicie o computador no Modo de Segurança e repita a instalação do anti-malware;
  • Instale um programa anit-malware alternativo;
  • Utilize a função SpyHunter Spyware HelpDesk;
  • Contacte o serviço de cliente através da secção “Ask Us”.

Mais recente malware adicionado à base de dados

Base de dados de malware

Abril 05, 2018

Vírus Idle Buddy

Vírus Idle Buddy é parte de uma aplicação da IdleBuddy. O Idle Buddy é um ficheiro potencialmente malicioso que é um dos elementos da aplicação IdleBuddy.Leia mais
Março 11, 2018

Vírus Microsoft Edge

Esquema Microsoft Edge visa utilizadores de computador de Windows 10 O vírus Microsoft Edge é um termo usado para descrever um esquema de apoio técnico usado para visar utilizadores dos navegadores do Windows 10.Leia mais
Março 06, 2018

Vírus Minergate

Minergate está programado para minar cripto-moeda usando os recursos do seu computador. Leia mais
Janeiro 29, 2018

Twitter vírus

Twitter vírus é uma infecção grave do cyber, que se tornou muito ativa nos dias de hoje. Leia mais
Janeiro 24, 2018

Win32.CoinMiner

Vírus CoinMiner ainda está ativo. O vírus CoinMiner opera como comando para minar bitcoins nos computadores de um utilizador.Leia mais
Dezembro 04, 2017

Hbpix virus

Vírus HBpix suscita dúvidas sobre o seu propósito. Vírus HBpix é tido como um ficheiro trapaceiro descarregável a partir de sites aleatórios.Leia mais
Novembro 16, 2017

Vírus Youtube

Vírus YouTube torna-se mais persuasivo. Vírus YouTube é a definição de várias formas de malware que usam o nome do serviço de transmissão de vídeo de uma ou outra forma.Leia mais
Novembro 13, 2017

Monero Miner

Tenha cuidado: Monero Miner propaga-se por toda a rede usando métodos suspeitos. Leia mais
Novembro 08, 2017

Facebook virus

Vírus de Facebook é um parasita de computador perigosos, que infecta sistemas ao visitar nesta rede social. Leia mais

Informações atualizadas: 2016-11-08

Ler noutras linguagens

Software de remoção de malware
Compare
Goste de nós no Facebook