Malware causa mortes!

Alice Woods de escrito por... - -

Um vírus de computador pode ser mais perigoso do que pensa

Computer virus might lead to severe outcomes, including death

Poderá estar a pesar se malware pode realmente causar a morte. Não obstante do quão exagerada esta suposição possa parecer, infelizmente, pode realmente contribuir para isso. Parece que muito recentemente a Internet era apenas acessível a um pequeno número de pessoas. Todavia, com esta a infiltrar-se cada vez mais nas nossas esferas de vida diária, a sua importância está a ganhar mais relevância.

Estamos a ficar rodeados por numerosos dispositivos ligados à Internet, sejam brinquedos de crianças, fechaduras de portas inteligentes ou um relógio inteligente. Os sistemas suportados por Wi-Fi estão por todo o lado: em estações de comboio, parqueamentos, super-mercados e hospitais. Infelizmente, depender de um sistema digital também aumenta as hipóteses de ataques virtuais.

Os casos do WannaCry, que criaram o caos global, e o Locky revelaram que o malware cada vez visa mais os hospitais. Várias emergências forçaram-nos a evacuar os pacientes ou atrasar as operações planeadas. Incidentes quando a causa suspeita de um desastre de avião leva a ameaça virtual também servem de chamada de atenção. Não é sobre a confidencialidade dos seus dados ou privacidade cibernética, agora a infeção virtual visa uma entidade muito mais valiosa: a sua vida.

Incidentes causados por malware já não são ficção científica

Há mais de um ano, um homem Romeno, Marcel Datcu, matou o seu filho e a si próprio após descobrir um FALSO aviso no ambiente de trabalho do seu computador. O aviso corrupto alegava que o FBI o detetou quando visitava um website pornográfico e tinha de pagar um multa de 70.000 lei (igual ou mais que 18.000 euros) para evitar ser preso durante 11 anos.

A vítima decidiu tomar o caminho mais severo para evitar o castigo inventado pelos donos do ransomware. Antes de tirar a vida do seu filho e a sua, escreveu uma carta de suicídio. Dizia que não podia ir para a prisão por 11 anos e deixar o seu filho a sofrer sozinho.

Infelizmente, esta não é a única morte causada pelo malware. Existem muitos casos que ilustram as capacidades dos ciber-criminosos quando procuram tirar dinheiro das suas vítimas. Após infetarem os sistemas, empregam notificações intimidantes que tentam convencer as suas vítimas de que estão a lidar com autoridades governamentais ou outras autoridades que não possam ser ignoradas.

Se a vítimas não é conhecedora de tecnologia para saber se a mensagem de aviso é verdadeira ou se pertence a ciber-criminosos, pode decidir tirar a sua própria vida ou simplesmente morrer de ataque cardíaco.

Utilizadores crédulos continuam a ser uma alvo fácil para os golpistas

Uma das vítimas é Corrie Santayana (o nome foi alterado e é conhecido do quadro editorial), que foi levada a uma campanha de malvertising grave que dependia do Ecrã Aul da Morte. O Ecrã Azul da Morte (ou BSOD) é uma técnica de engenharia social usada para mostrar conteúdo desejado (notificações, banners e anúncios pop-up) quando as pessoas estão a navegar na Internet.

Enquanto algumas das vítimas podem facilmente ignorar a mensagem como falsa, outras podem ser convencidas de que precisam de seguir comandos específicos para se salvarem. O Corrie pensou que “A Saúde do Windows está em Perigo! Não reinicie! Por favor contacte os técnicos da Microsoft” fosse genuína. Após ligar aos hackers, foi-lhe dito que precisava de comprar um pacote de apoio especial por $1000.

O homem não demorou muito e fez uma transferência bancária para pagar pelo “pacote de software” não existente e dispendioso. Para seu desapontamento, soube do esquema apenas algumas horas mais tarde. Depois do seu filho lhe ter dito que fora enganado, o homem morreu no seu quarto devido a um ataque cardíaco.

Dicas de segurança cibernética para evitar consequências desastrosas

Os peritos em segurança avisam as pessoas de que existem centenas de diferentes técnicas exploradas pelos hackers. Se quer proteger-se e às pessoas à sua volta (os seus pais, filhos e outros familiares), tenha em mente as seguintes dicas:

  • se tiver um alerta de sistema, procure números de telefone ou endereços de e-mail. Se tiver um, é um esquema.
  • proteja o sistema operativo com a combinação de ferramentas de eliminação de antivírus e malware; atualize-as regularmente
  • use um VPN para proteger a conexão de Internet em dispositivos móveis
  • não se apresse a abrir quaisquer anexos recebidos supostamente de instituições oficiais sem verificar a identidade do remetente; o mesmo aplica-se às chamadas telefónicas

Para além dos assistentes digitais a guardar o seu PC e dados, mantenha-se vigilante. Pensamento raciona e cautela são armas poderosas no combate aos esquemas modernos e fraudes online.

Sobre o autor

Alice Woods
Alice Woods

Gosta de ensinar os usuários sobre prevenção de vírus...

Fonte: https://www.2-spyware.com/malware-causes-deaths

Ler noutras linguagens


Ficheiros
Software
Compare
Goste de nós no Facebook