O Browser Mais Seguro de 2018

Alice Woods de escrito por... - -

O browser mais seguro nunca foi tão importante

The Most Secure Browser of 2018

A segurança e privacidade na Internet são os tópicos mais quentes de 2018. O interminável crescimento do crime cibernético, violação de dados e casos de rastreamento inapropriado de dados já preocuparam os utilizadores com a segurança online. Tendo em consideração que o navegador (browser) é uma ferramenta que tem de utilizar para navegar na rede, decidimos encontrar o navegador mais seguro do ano.

Nos dias de hoje, os utilizadores podem escolher entre numerosos navegadores de rede mais ou menos populares. Prometem uma melhor experiência de navegação, aumento de privacidade, resultados de pesquisa personalizados e outras funções que possam ser úteis. Todavia, na SemVirus, acreditamos que a segurança deve ser a prioridade de toda a gente.

Se procura por uma nova ferramenta para explorar a Internet, a lista que preparámos irá ajudar a encontrar o navegador mais seguro a usar em 2018.

O Google Chrome providencia um alto nível de segurança, mas tem dificuldade com a privacidade do utilizador

Image of Google Chrome

Lançado em 2008, o Google Chrome é o líder entre os navegadores de rede. De acordo com os últimos dados estatísticos, cobriu 54.98% da quota do mercado de navegadores em Novembro de 2017. Não existem dúvidas que a funcionalidade conveniente e alta segurança ganharam o sucesso para este navegador.

O Chrome assegura que pode ser considerado o navegador mais seguro, graças a estas três funções:

  • Navegação segura que alerta sobre possíveis ameaças como abrir websites de phishing ou maliciosos;
  • Sandboxing que adiciona uma cama extra de proteção e previne a instalação automática de malware;
  • Atualizações automáticas que permitem a instalação de todas as atualizações automaticamente e a eliminação de falhas de segurança.

O navegador tem o modo Incognito e oferece a personalização manual das preferências de privacidade. No entanto, a capacidade da Google de rastrear cada passo e clique do utilizador parece preocupante. Assim sendo, mesmo que o Chrome seja considerado um dos navegadores de rede mais seguros, o seu rastreamento de dados e capacidade de utilização dos mesmos são as grandes desvantagens.

O Firefox apresentou melhorias de segurança com a versão Quantum

Image of Mozilla Firefox

O Mozilla Firefox é um dos maiores competidores do Chrome. Porém, a empresa lançou uma nova versão do navegador em Novembro de 2017 – Firefix Quantum que oferece melhores funções de segurança e privacidade, tais como:

  • Linux Sandboxing que previne tentativas de pirataria;
  • Proteção anti-rastreamento que bloqueia componentes de rastreamento em websites visitados;
  • Centro de Controlo Melhorado que permite aceder e personalizar numerosas configurações para assegurar as sessões mais seguras e privadas que o navegador pode oferecer.

Ao tentar tornar-se o navegador de rede mais seguro, os programadores têm também fornecido atualizações e melhorias de segurança frequentes. Com a última melhoria, resolveram numerosas vulnerabilidades de segurança, incluindo falhas que permitem afastar ataques ou exploração do código arbitrário.

Outra vantagem do Firefox é o dos utilizadores poderem maximizar a sua privacidade ao correr na rede Tor. Contudo, de forma a fazê-lo, tem de permitir o add-on Tor no navegador.

Opera inclui VPN embutido

Image of Opera browser

O Opera é outra ferramenta de pesquisa que poderia se incluída na lista de “navegadores mais seguros”. Desde 2016 que a sua versão de desktop inclui um bloqueador de anúncios embutido. Todavia, esta função está desativada por definição e os utilizadores têm de ativá-la manualmente através das configurações do Opera. Quando ativo, o bloqueador de anúncios opera como qualquer outra aplicação de terceiros que permite adicionar a uma lista websites para ver os seus anúncios.

Em 2015 o Opera foi adquirido pela empresa de privacidade online Norte-Americana SurfEasy Assim, foram capazes de oferecer mais privacidade aos utilizadores ao adicionar uma rede privada virtual (VPN) embutida. No entanto, apenas providencia cinco localizações VPN nos Estados Unidos, Canadá, Holanda, Alemanha e Singapura. É quase nada quando comparado com serviços VPN comerciais. Porém, o Opera oferece serviços gratuitos e é uma das maiores vantagens.

Para resumir, o navegador oferece algumas grandes vantagens: pode evitar anúncios de terceiros que possam conter processos maliciosos e aceder a sites específicos anonimamente. Contudo, o próprio navegador recolhe alguma informação sobre os utilizadores e poderá partilhá-la com parceiros de confiança.

O Internet Explorer ainda recebe atualizações de segurança

Image of Internet Explorer

Versões antigas do Internet Explorer foram conhecidas por terríveis problemas relacionados com segurança, portanto o IE dificilmente pode ser chamado de navegador mais seguro. Além disso, há alguns anos o Internet Explorer tinha a taxa de malware mais alta..

A Microsoft parou de enviar atualizações e remendos para todas as versões do seu navegador (exceto o IE 11) desde 2016, mas os utilizadores ainda podem obter apoio, atualizações de segurança e resoluções de compatibilidade. Porém, mesmo tendo isto em conta, não surpreende que outros navegadores “mainstream” batam o IE nos testes de segurança. Assim, o navegador não é a melhor escolha para proteger a sua sessão de navegação de criminosos e ameaças cibernéticas.

Um facto interessante é a Microsoft ainda oferecer uma atualização pelo menos a cada 30 dias. Dá a opção de adicionar extensões à lista negra e tem a função Do Not Track para impedir que sites recolham informação sobre si.

Tal como o Google Chrome, o IE é também criticado pelo rastreamento de dados do utilizador. Parece que a Microsoft quer saber mais sobre os seus clientes do que estes queiram partilhar.

Microsoft Edge também quer ser o navegador mais seguro

Image of Microsoft Edge

A Microsoft promoveu o Edge como o navegador de rede mais seguro que o Chrome e podia ganhar o título de navegador mais seguro. Graças à tecnologia SmartScreen do Windows, o navegador embutido Windows 10 consegue detetar sites de phishing e maliciosos melhor que o Chrome ou Firefox. O navegador tem a técnica sandboxing que é semelhante à do Chrome e melhor que a do Firefox.

O Microsoft Edge também recebe atualizações automáticas através do serviço Windows Update. Contudo, os utilizadores que desativaram as atualizações automáticas do Windows 10 não conseguem obter os últimos patches de segurança e consertos de vulnerabilidade para o navegador.

Relativamente à proteção de privacidade, o Edge inclui a função Do Not Track. Todavia, a maioria dos websites ignora estes pedidos. O navegador também permite o modo de navegação InPrivate que não rastreia o histórico de navegação, cookies e ficheiros temporários.

O navegador da Microsoft tem também outra vantagem relacionada com a privacidade, na qual bate o Google Chrome e poderia ajudar a tornar-se no navegador de rede mais seguro. A empresa não gera receita a vender anúncios alvo.

Safari oferece opções personalizadas de navegação segura

Image of Safari browser

Durante mais de uma década os utilizadores do macOS encontram o Safari pré-instalado nos seus computadores. Poderia ser o navegador mais seguro em 2018? Comparado com as ferramentas de pesquisa previamente mencionadas, tem mais falhas de segurança e bugs que podem ser explorados pelos ciber-criminosos. No entanto, o Safari inclui medidas úteis de privacidade e segurança para proteger os utilizadores de ameaças cibernéticas:

  • Prevenção inteligente de rastreamento que permite identificar publicitantes e prevenir rastreamento cruzado entre sites;
  • Sandboxing embutido para websites que ajuda a detetar códigos maliciosos e evita a infiltração de malware;
  • Alerta para sites perigosos que aparece antes de visitar um website potencialmente perigoso ou infetado;
  • Função de navegação privada que impede de recolher e armazenar a sua informação relacionada com navegação.

Adicionalmente o Safari oferece um vasto leque de configurações de segurança e privacidade que ajudam a desativar configuração de localização, ativam a função “Pedir a websites para não me rastrear” e muitas outras.

Navegador Epic Privacy Browser desabilita os serviços da Google

Image of Epic Privacy Browser

O navegador Epic Privacy pela Hidden Reflex é baseado no projeto de fonte aberta Chromium, tal como o Google Chrome. Contudo, a principal diferença é que o Epic desativou e removeu todos os serviços da Google. Assim, o gigante da pesquisa não consegue rastrear os passos do utilizador (a não ser que entre no seu Gmail e continue a navegar na rede.)

A principal razão para incluir o Epic na lista de navegadores mais seguros é o facto de este operar somente no modo de navegação privada e ter a função Do Not Track ativada por defeito. Após cada sessão de navegação, os cookies, rastreadores e dados relacionados com pesquisa são eliminados. Adicionalmente, o navegador permite ligar o proxy encriptado que pode proteger a revelação do endereço do IP e outra informação online.

Se possível, o Epic usa conexões SSL, protege conexões Wi-Fi públicas e inclui um bloqueador de anúncios embutido. O programa não recolhe qualquer informação sobre os utilizadores. A única informação na qual estão interessados é no endereço IP “de forma a obter resultados de pesquisa geograficamente relevantes.”

Todavia, uma das principais desvantagens é a de este navegador não permitir que instale add-ons. A empresa alega que as extensões são umas das componentes que põe a privacidade do utilizador em risco. Assim sendo, suportam apenas alguns add-ons que podem ser confiados. Foi também reportado pelo tempo de carregamento do website ou saltar os modificadores de pesquisa padrão.

Navegador de Internet Comodo Dragon é semelhante ao Chrome mas os utilizadores do Windows podem sentir-se mais seguros

Image of Comodo Dragon Internet Browser

Tal como o navegador Epic Privacy, o Comodo Dragon baseia-se no projeto Chromium. O navegador inclui todas as funções do Chrome mas fornece melhor segurança e privacidade quando navega na rede. Portanto, se não é grande fã do Chrome e prefere o Mozilla, pode escolher a versão Ice Dragon do Comodo como seu navegador mais recente.

As maiores vantagens do navegador são:

  • Tecnologia de validação de domínio que identifica certificados SSL seguros;
  • Bloqueia cookies e outras tecnologias de rastreamento;
  • Para rastreamento de descarga de Navegador.

Adicionalmente, o navegador suporta plug-ins e add-ons que o tornam mais amigo do utilizador e conveniente. Porém, o navegador tem uma grande desvantagem. É apenas compatível com as versões mais antigas do Sistema Operativo Windows, incluindo Windows 8, 7, Vista e XP.

Navegador Tor oferece anonimato

Image of Tor browser

O navegador de rede Tor é amplamente usado por hackers. Todavia, não significa que exista algo obscuro ou perigoso com esta ferramenta. Na verdade, é o motor de pesquisa mais seguro de momento disponível gratuitamente, portanto temos o apresentar como um dos navegadores mais seguros.

Todo o projeto Tor é gerido por voluntários e é dedicado a permitir que os utilizadores naveguem na rede anonimamente. O programa esconde o endereço IP, localização, informação relacionada com navegação e usa múltiplas camadas de encriptação para impedir que alguém veja as suas atividades online. No entanto, não é um serviço VPN.

O navegador é uma versão mais limpa e segura do Firefox. Usa conexão HTTPS, permite o acesso a websites bloqueados e mesmo visitar a dark web. Porém, não deve tirar vantagem desta função.

Contudo, entre as desvantagens do Tor está o desempenho preguiçoso e a utilização inconveniente e algo complicada. As instituições governamentais ainda conseguem ver que está a usar o Tor. Embora não consigam ver a que sites acede e que atividades desempenha, parece-lhes suspeito.

O veredito: escolher o navegador mais seguro

A análise “O navegador mais seguro” revela o facto principal – nenhum dos navegadores acima mencionados é perfeito. Enquanto que algumas destas ferramentas de pesquisa oferecem máxima segurança a malware, outros asseguram melhores configurações de privacidade e podem facilmente ajudar a tornar-se anónimo(a) online. Porém, podem não ser muito amigas do utilizador e conveniente.

Na nossa opinião, os 5 navegadores mais seguros de 2018 são:

  1. Google Chrome;
  2. Tor;
  3. Epic Privacy Browser;
  4. Microsoft Edge;
  5. Opera.

No entanto, se procura pelo navegador de rede mais seguro, deve escolher o navegador baseado nas suas preferências. Pense na quantidade de informação pessoal que quer revelar aos programadores, Google ou terceiros, se gosta de ver anúncios enquanto navega, etc. Todos os navegadores mencionados conseguem assegurar a proteção contra ciber-criminosos. Portanto, certifique-se que escolhe aquela que lhe parece mais conveniente.

Sobre o autor

Alice Woods
Alice Woods

Gosta de ensinar os usuários sobre prevenção de vírus...

Contato do Alice Woods
Sobre a empresa Esolutions

Ler noutras linguagens


Ficheiros
Software
Compare
Goste de nós no Facebook