Especialistas avisam sobre aumento esperado de atividade malware na Black Friday

Lucia Danes - -

25 de Novembro é o dia pelo qual os compradores esperam entusiasmadamente. Enquanto alguns deles estão a preparar-se para sair e “varrer” as lojas, outros ficarão em casa com a esperança de caçar as melhores promoções da Black Friday online. Infelizmente, para o segundo grupo, esta farra de compras poderá acabar com o cruzamento com algo totalmente diferente dos seus bens desejados, como, por exemplo, o Locky. Criadores de malware estão a acumular os programas mais fraudulentos e desagradáveis para os dois meses com o tráfego de Internet provavelmente mais ativo do ano. Estão a trabalhar para submeter a maior quantidade possível deste conteúdo infeccioso na web. Assim, as hipótese de se tornar numa vítima de um ataque malware durante este perído em particular aumentam drasticamente.

Image of Black Friday shopping

De acordo com as estatísticas, no ano passado, o número de infeções malware aumentaram em metade, comparado com os ataques registados em 2014. A continuação deste registo é prevista para este ano. Os peritos avisam sobre três tipos principais de táticas que os golpistas e hackers utilizam nestas ocasiões:

  • Publicidade enganosa. Durante a época de grandes saldos e feriados no geral, as empresas investem mais em publicidade online, pelo que notará em várias promoções apresentadas mais frequentemente que o habitual. Os criadores de malware usam esta explosão para incorporar anúncios maliciosos junto aos legítimos, aumentando desta forma a distribuição das suas criações fraudulentas, como o mylucky123.com ou o  vírus web-start.org. Normalmente, os anúncios falsos dificilmente parecem suspeitos, pelo que é difícil distingui-los dos verdadeiros.
  • Spam de e-mails. Não parece conveniente obter as melhores ofertas da Black Friday diretamente na sua caixa de entrada aonde está a apenas um clique de os visualizar e, quem sabe, comprar alguns artigos que já procurava há algum tempo? É certamente útil, mas se estas ofertas não vierem de retalhistas oficiais mas de remetentes desconhecidos, está provavelmente a ser alvo de golpistas que infetam computadores com o ransomware Thor ou ameaças semelhantes. Tenha cuidado! Alguns bandidos espertos poderão agir como empresas conceituadas e tentar ludibriá-lo(a) a comprar a sua mercadoria.
  • Link maliciosos nas páginas web. Esta é outra técnica que oferece aos hackers a possibilidade de providenciar aos utilizadores conteúdo malicioso enquanto estes procuram artigos online. Estes links podem ser exibidos em websites reputados ou incorporados com malware, como sequestradores de browser ou adware.

Tenha em mente que estas infeções podem levar a perda ou fuga de informação, problemas de desempenho do sistema ou mesmo corrupção completa. Dito isto, é sempre útil seguir o velho ditado e esperar pelo melhor mas preparar-se para o pior. Mantenha-se afastado(a) da pasta spam no seu e-mail e abstenha-se de abrir e-mails desconhecidos, independentemente das ofertas tentadoras que possam pregar. O mesmo se aplica a anúncios: não confie em tudo o que vê online e antes de tomar qualquer ação considere cuidadosamente as potenciais consequências. Por isso vá em frente, divirta-se e compre até cair, mas não se esqueça de manter-se vigilante!

fonte: http://www.2-spyware.com/news/post9688.html

Ler noutras linguagens


Ficheiros
Software
Compare
Goste de nós no Facebook